Boca Aberta quer botão de pânico para evitar violência e morte de mulheres

Fonte: Gazeta News PR

O deputado federal Boca Aberta quer garantir que mulheres protegidas pela Lei Maria da Penha tenham um dispositivo (botão de pânico) que alerte a polícia imediatamente em caso de perigo.

O botão do pânico é um recurso eletrônico que vem sendo utilizado em diversos municípios brasileiros como meio de prevenir a violência doméstica e facilitar a apresentação de denúncias por parte das vítimas. Também concorre para dar mais agilidade à oferta de proteção policial, além de contribuir para a reunião de provas a serem utilizadas durante o processo judicial. O dispositivo – idealizado pela desembargadora Herminia Azoury, titular da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar da Associação dos Magistrados do Espírito Santo (AMAGES), foi implantado de forma pioneira no Estado do Espírito Santo em 2013 e já é distribuído em alguns municípios de outros estados. Em razão da iniciativa, o Espírito Santo recebeu o Prêmio Innovare, edição de 2013.

O projeto tem a finalidade de conferir à vítima de violência doméstica e seus familiares mecanismos mais eficazes de proteção, tranquilidade e integridade para que possa seguir com a sua vida, livre de qualquer ameaça de modo que a mulher agredida possa em caso de aproximação do agressor acionar  o que tem sido chamado de “botão do pânico” para que a polícia possa chegar o mais rápido possível ao local e evitar novas agressões contra elas ou outros amigos e familiares. 
Boca Aberta quer botão de pânico para evitar violência e morte de mulheres Boca Aberta quer botão de pânico para evitar violência e morte de mulheres Reviewed by Folha Paraíso on abril 13, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.